Inverno de Giovanna Gogosz

Arquiteta Giovanna Gogosz apresenta ideias para deixar a casa ou escritório mais aconchegante nas épocas frias do ano

Giovanna Gogosz

A estação mais esperada do ano chegou e, por mais que este inverno esteja com cara de primavera, ainda são esperadas fortes frentes frias nos próximos dias. Por conta disso, muitas pessoas buscam alternativas para deixar o ambiente mais quente e confortável sem gastar muito dinheiro. “Existem reformas mais completas que conseguem deixar o local com a cara do inverno, porém, os clientes me procuram em busca de truques na decoração simples e econômicos sem alterar muito a decoração”, explica a arquiteta Giovanna Gogosz, criadora da marca Giovanna Gogosz.

A especialista selecionou opções decorativas para que o frio não seja um motivo de desconforto:

Invista em lareiras ecológicas – Portáteis e práticas, não produzem fumaça e podem aquecer o ambiente até 80°C. A arquiteta Giovanna Gogosz, conta que as lareiras ecológicas costumam manter bem aquecido um ambiente de até 100m². “A lareira funciona a base de álcool, dependendo do seu material conseguem ficar acesas por até 20h, além disso mantém a casa aquecida com segurança e se adaptam bem aos cômodos da casa”, comenta.

Opte por cortinas e tapetes – As cortinas ajudam a manter o calor que foi armazenado durante o dia, além de evitar a passagem de ventos frios. Já os tapetes criam uma camada de isolamento no piso. “Esses acessórios decorativos aquecem o ambiente e dão a sensação de aconchego, prefira tecidos encorpados e/ou tapetes de pelo”, orienta a arquiteta.

Troque os tons das paredes por cores mais quentes – Para aquelas pessoas que desejam realmente deixar a casa quente nessa época do ano, a dica é trocar as cores das paredes por tons quentes. O marrom e o vermelho são ótimas opções para deixar o ambiente quente. “Os papéis de parede são mais práticos e proporcionam a sensação de aquecimento, principalmente os tijolinhos ou madeira para os mais ousados”, indica a jovem.

Fique de olho na iluminação adequada – Hoje, a maioria das pessoas têm procurado as lâmpadas brancas para colocá-las em todos os ambientes, porém, esse tipo de iluminação é considerada mais fria. “As lâmpadas mais amareladas proporcionam a sensação de conforto térmico e são muito usadas em decorações de inverno”, explica.

Aposte em mantas de tricot – As mantas estão em alta e, além de deixar o ambiente mais aquecido, trazem um charme único para o local. “A minha sugestão é usá-las sobre o sofá com cores de acordo com a decoração. Outra dica, é deixá-las enroladas dentro de cestos ou caixas. Dessa forma, em composição com as outras dicas citadas acima, o lar pode ficar super aconchegante”, finaliza a especialista.

Serviço:
Giovanna Gogosz
(11) 98799-9175
https://www.giovannagogosz.com/



 

Formas acolhedoras por Gislene Lopes

Elementos arredondados na arquitetura são uma tendência, que revela o atual comportamento da sociedade que busca por aconchego e fluidez

Gislene Lopes

Projetos Gislene Lopes: as curvas do mobiliário trazem mais leveza e promove circulação mais fluídas no espaço e objetos curvos (como a mesa e sofá) juntamente com elementos de ângulos retos criando uma composição harmoniosa

A arquitetura é, reconhecidamente, uma das áreas que mais reflete a realidade e os anseios de uma determinada época. Atualmente, ela traduz o desejo da sociedade por espaços mais fluídos e acolhedores, em detrimento dos tempos difíceis que estamos vivendo. Um dos reflexos dessa tendência comportamental é o uso de formas curvas e arredondadas nos projetos. Os círculos, em sua essência, são elementos de inclusão e congregação.

De acordo com a arquiteta Gislene Lopes, é fato que o modernismo trouxe consigo uma forte valorização de elementos considerados mais simples e supervalorizaram os ângulos retos e toda a praticidade nos seus “encaixes”. Mas, nos dias de hoje, percebe-se que a fluidez das curvas tem também um lado muito prático. “As curvas trazem mais leveza e promovem circulações mais fluidas nos ambientes. Não é que não se usavam as curvas, haja visto tudo o que Niemeyer fez no último século, mas com os avanços técnicos foi possível trazer e popularizar estes conceitos para dentro dos ambientes e mobiliários”, afirma.
>>>Leia+Mais

Atualidade dos anos 50

A inserção de elementos do décor da década de 50 em projetos contemporâneos traz mais charme aos ambientes

Danielle Bellini

Composição harmoniosa com móveis dos anos 50 no loft contemporâneo assinado pela designer Danielle Bellini / Móvel em madeira e pé palito, típico dos 50, contrasta com a edificação em vidro / Poltrona sueca em nova versão inspirada no mobiliário da época

Os anos 50 foram emblemáticos para a decoração. Com um mix de cores, texturas e volumes, a década trouxe o modernismo aos ambientes, com um mobiliário futurista e repleto de vivacidade. Nos dias de hoje, é tendência utilizar o vintage e o retrô na composição dos ambientes e as linhas modernas, as cores vibrantes e a mistura de materiais dos anos 50 são as preferidas para compor o layout.
>>>Leia+Mais

Lareiras por Carmem Avila

Para subir a temperatura: arquiteta Carmem Avila reúne dicas sobre os principais tipos lareiras

Carmem Avila
Com a chegada do inverno, a lareira passa a ser um dos objetos de desejo para espantar o frio. Além de aquecer e deixar o ambiente ainda mais aconchegante, é inegável o charme que a lareira traz para o décor. Mas diante das diversas versões, qual o melhor modelo?

Para ajudar na escolha, a arquiteta Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, reúnesugestões em um guia que aborda os principais tipos – à lenha, ecológica e à gás –, bem com suas características.
>>>Leia+Mais

Ideia de casa de Elisa Fraga

Será que a nossa casa é a extensão de nós mesmos ou um reflexo das tendências de moda de uma época?

Elisa Fraga

Todos nós temos uma certa ideia de casa: um lugar seguro e acolhedor, um espaço íntimo e confortável onde temos todo o direito de explorar o que somos em nossa essência.

Entra ano, sai ano, as coisas mudam e certas coisas “saem de moda”, porém as nossas memórias, o nosso lugar e a nossa essência não acompanham este movimento, isto sempre permanece. No fim das contas, a nossa ideia de casa acaba assimilando um pouco dos dois: a essência do cliente e a tendência do momento.
>>>Leia+Mais

Muxarabis de Eliza Schuchovski

A arquiteta Eliza Schuchovski faz uso do muxarabi, elemento que agrega estética em seus projetos

Muxarabis

No mundo globalizado da arquitetura e do design é possível observar elementos que remetem a ancestralidade se tornando uma tendência no mundo contemporâneo. Entre eles, estão os primitivos muxarabis, redesenhados em um contexto mais moderno em um mood ancestral, que podem ser aplicados para diversos usos na arquitetura e design.

Segundo a arquiteta Eliza Schuchovski, à frente do escritório SCK Arquitetura, eficiente e estético, os muxarabis muito utilizados pela arquitetura árabe, carregam originalidade e são moldados em diversos materiais por uma malha de vazio e preenchido em um desenho modular, cartesiano ou orgânico. “Os elementos criam uma integração do ambiente interno com o externo em um efeito de luz e sombra. Como fechamentos ou divisores em ambientes eles sempre destacam a permeabilidade, oferecendo o controle da luminosidade que pode ser determinado por um desenho mais aberto ou fechado”, explica a arquiteta Eliza Schuchovski.
>>>Leia+Mais